Missão: A diretoria Nacional das Mulheres Episcopais Anglicanas do Brasil (UMEAB), da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, é o órgão de integração das Diretorias Diocesanas da entidade e/ou lideranças do trabalho feminino, em nível de diocese.

Mulheres “se doam” para ajudar a encontrar a paz no Sudão do Sul, dizem ativistas em reunião da ONU

Importantes ativistas anglicanas pela paz e justiça no Sudão do Sul devastado pela guerra falaram em uma reunião nas Nações Unidas em Nova York sobre o papel vital que as mulheres e a igreja têm tido na construção da paz e no apoio às vítimas do conflito.

Harriet Baka Nathan, da Igreja Episcopal do Sudão do Sul e da Mothers’ Union, e Joy Kwaje Eluzai, membro da Assembleia Nacional do país, falaram a uma reunião cheia na Comissão das Nações Unidas sobre o Status da Mulher (UNCSW).

“As mulheres se tornaram em um exemplo para a comunidades”, disse Harriet na reunião. “A igreja se tornou em um modelo enquanto esperamos pela paz maior – reconciliação. As mulheres nunca esperaram, a Mothers’ Union nunca esperou, a Igreja nunca esperou. Nós somos doadoras de nós mesmas – quando o conflito chega, nós organizamos uma reunião e damos aquilo que temos”.

Harriet descreveu como o conflito devastou o país, deslocando centenas de milhares de pessoas. A ausência de pessoas para trabalhar a terra levou a difusão da fome e agora há escassez. Ela disse no encontro que uma ocasião, ela fez parte de um comboio de ajuda atacado por pessoas deslocadas que fugiram para a selva.

“Deus me deu coragem para escoltar 25 toneladas (de ajuda) em um campo que estava na selva. Isto era muito perigoso – eu poderia ter sido estuprada ou morta. Mas eu não tive medo algum pois estava vestida com um espírito de ousadia”.

Ela descreveu como a fome extrema deixou muitas mulheres no campo acamadas. Mas uma vez que o centro de distribuição foi organizado, a atmosfera começou a mudar.

“Em pouco tempo havia fumaça (pelo campo) – as pessoas começaram a preparar mingau em pequenas fogueiras. A esperança voltou, e então, a vida voltou”.

Harriet deu à reunião vislumbres de vários projetos nos quais as mulheres estão trabalhando para trazer a paz ao Sudão do Sul. Ela disse que inicialmente elas foram deixadas de fora das negociações, mas agora monitoram e implementam o acordo de paz e pressionam fortemente para que o acordo seja honrado.

Em um exemplo, ela explicou o papel vital que as mulheres tiveram na diocese de Bor, ceda de alguns dos combates mais ferozes. Ela percebeu que levar a paz – e alimento – entre as mulheres seria um fator de união.

“Pois uma vez que você une as mulheres… onde estão os maridos que não seguirão suas esposas e crianças? Então, as mulheres (de diferentes tribos) se uniram – suas famílias começaram a receber auxílio, e, vagarosamente, estes homens combatentes, que não se uniam, lentamente também começaram”.

“Então, o projeto forneceu alimento e uniu aquelas tribos que lutavam. Agora, Bor é um modelo para a Igreja. A esperança foi realmente criada e isto criou a paz”.

Harriet também descreveu como centenas de mulheres se beneficiaram de projetos de alfabetização, matemática e geração de renda e como uma educação melhor lhes deu confiança a participarem mais plenamente da sociedade. Ela disse que se sentiram inspiradas e economicamente empoderadas.

Ela agradeceu a cristãos de todo o mundo por seu contínuo apoio.

“Não estamos sozinhos com a Comunhão Anglicana atrás de nós”, disse. “Se estivéssemos sozinhas, não sei como poderíamos ter feito isso”.

Joy Kwaje Eluzai clamou a audiência a fazer mais.

“Nós estamos buscando por ombros que nos ajudem”, disse. “Como podemos alcançar nossos governos para garantir que cheguemos à paz no Sudão do Sul? Como conseguiremos seu apoio e força para dizer a seus governos que estamos cansados da guerra”?

Ao lembrar que o tema da UNCSW61 é o empoderamento econômico da mulher, ela disse que isto tem sido degradado pelo conflito no Sudão do Sul. Mas disse que o país tem o desejo, energia e capacidade para alcançar os objetivos que tem sido delineados pela UNCSW desde seu dia de abertura.

“Apenas com a paz poderemos colocar em perspectiva o empoderamento econômico da mulher”, disse ela. “O empoderamento econômico da mulher beneficia a sociedade. Se uma mulher é empoderada, a família é empoderada… e suas crianças nunca ficarão sem educação”.

A reunião precisou ser rapidamente reagendada pela equipe da Comunhão Anglicana na ONU após uma tempestade de neve atingir Nova York. A sede da ONU foi um dos muitos na cidade que foi obrigado a ficar fechado por causa do mal tempo. O transporte também foi atingido. Mas apesar das  dificuldades, cerca de 60 delegadas participaram do sumário de Harriet e Joy.

Publicado em 16/03/2017 no site Anglican Communion News Service <http://www.anglicannews.org>.

Tradução Ricardo Ito

Fonte: 
http://www.anglicannews.org/news/2017/03/women-donate-themselves-to-help-find-peace-in-south-sudan-campaigner-tells-un-meeting.aspx